Arquivo

Posts Tagged ‘carros chineses’

Viaggio é o nome do Sedan da Fiat que poderá ser lançado em breve na China em parceria com a GAC

abril 13, 2012 1 comentário

 

Fiat sedan Viaggio que será produzido na China
A Fiat divulgou esta semana as primeiras imagens de um modelo sedan que poderá ser lançado em breve na China. Seria o primeiro carro que a Fiat vai produzir no país  com a parceira local, a fabricante  GAC.

Ele se chamará Viaggio vai começar a ser produzido em julho na nova fábrica GAC-Fiat em Changsha, e as vendas começam na China no terceiro trimestre.

O lançamento do modelo mostra como a empresa tem visto a importância do mercado Chinês e as possibilidades de expansão da marca que também controla a norte-americana Chrysler. Agora eles correm contra o tempo pois foram as últimas ao aportar num dos mais concorridos mercados mundiais.

Veja mais sobre o Fiat Viaggio no site oficial do Blog ContaGiros

Modelo J5 da JAC Motors já pode receber encomendas para o lançamento em março

janeiro 17, 2012 Deixe um comentário

 

A JAC motors, montadora que chegou ao Brasil fazendo barulho, de olho na fatia dos sedãs médios deve começar a vender seu modelo J5 em março deste ano. Visualmente ele agrada, mas o que deve estar deixando as concessionárias de cabelo em pé é a história do aumento do IPI, que com certeza deverá afetar algumas das pretensões da marca. De qualquer forma a marca avisou que já aceita encomendas do modelo.

Ainda falando em preços o valor previsto antes do aumento de IPI era de R$53.800,00 ( e nada mais…).

Falando um pouco sobre questões visuais e de tecnologia o carro médio da J5 tem ares de carro grande. Para se ter uma idéia é maior do que o Toyota Corolla medindo 4.59 metros de comprimento e  seu entre-eixos é de 2.71 metros. O Corolla tem  4.54 m e 2.60 m respectivamente, comprimento e entre eixos). maior também do que o novo Honda Civic que mede  4.52 m de comprimento e 2.68 m de entre eixos. O porta malas também é bem generoso com 460 litros.

Em termos de motorização , ele virá porém com um motor um pouco abaixo do esperado e até meio xoxo, 1.5 VVT 16v, a gasolina, que pode desenvolver 125 cv a 6.000 rpm, e um torque máximo de 15.4 kgfm a 4 mil giros, salvando sua estrutura que é toda de alumínio e confere até uma desenvoltura maior pelo tamanho e potência do motor.

Dados da própria montadora informam J5 vai de 0 a 100 km/h em 11.8 segundos e pode alcançar os 188 km/h, mas vazio…ok…

Pontos Positivos

O modelo J5 virá completo de fábrica, pelo menos os mais conhecidos como completos e de série: airbag duplo, ar-condicionado digital, sistema de som com 6 alto-falantes, rádio CD Player, MP3 e entrada USB, sensor de estacionamento traseiro, freios com ABS e EBD, vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico, travamento automático das portas a 15 km/hh, rodas de alumínio aro 16 (aro 17 são opcionais), faróis de neblina, retrovisores com ajustes elétricos e repetidores de seta, bancos com acabamento em veludo e sendo que o do motorista possui regulagem de altura, entre outros itens.

Pontos Negativos

Como já falamos do motor e do suposto preço que irá subir faltou um detalhe sobre um modelo como este. A versão que será vendida em 2012 não terá câmbio automático, apenas manual de 5 marchas. Com certeza se houver uma versão automática ela virá num segundo momento, talvez em 2013 como uma opção digamos, top de linha da marca.

 

Novo Citroen C4 picasso renovado é mostrado em site chinês

O site chinês,Chinacartimes, publicou em seu site hoje as primeiras imagens reais do novo Citroen C4 picasso air cross.

Pelas duas belas imagens que já circulam na internet podemos ver o Novo Citroën C4 Aircross sem nenhum tipo de disfarce, o que indicaria que esta deve ser uma das versões finais qeu devem chegar ao mercado já em 2013.

Um veículo parecido com ele, o  novo Mitsubishi ASX que foi lançado recentemente na China. O fato interessante é que ele é o modelo que empresta a plataforma para o futuro Citroën C4 Aircross. Uma das estratégias da Mitsubishi para ficar no positivo agora é fornecer know-how para outros fabricantes.

Com fortes ligações com o Grupo PSA, o ASX compartilhará a plataforma e componentes com os futuros Citroën C4 Aircross e Peugeot 4008. Além do grupo fracês, a marca também tem colaborado com a Nissan.

Que ele um dia chegue por aqui e aposente alguns visuais da Citroen como o do atual C3.

Um detalhe interessante do carro é a linha da coluna C, que é interrompida pelo continuamento da janela, usada pela Chevrolet no Agile, porém, muito mais interessante por aparentemente ser feita de vidro, e não plástico, como no compacto da Chevrolet. Ao contrário da Aircross brasileira, inspirada na C3 Picasso – que, obviamente, deriva do C3 europeu –, a C4 Aircross deriva do novo C4.

Acompanhe o ContaGiros nas Redes Sociais:


 

Chery S18 chega em Janeiro, quais serão os atrativos do primeiro compacto Flex Chinês no Brasil?

dezembro 28, 2011 Deixe um comentário

A Chery prepara a chegada do novo modelo S18 Flex. O título de primeiro veículo flex chinês a chegar no Brasil será dele, mas será que foi tarde? Em junho sites publicaram fotos do modelo semi camuflado em formato de fora de estrada, mas sem perder a identidade de um compacto.

Na época o modelo fora flagrado em São José dos Campos (SP), com placas verdes de teste da cidade de Salto (SP), onde fica a sede da marca chinesa no Brasil enquanto a fábrica em Jacareí (SP)não fica pronta. O S18 foi mostrado no Salão do Automóvel 2010, em outubro do ano passado, e deverá chegar às lojas no fim do ano com motor 1.3 de 83 cavalos.

O carro, compacto por fora e com espaço interno interessante por dentro. “O interior demonstra a busca da Chery por uma identidade própria, com direito a ousadias na disposição dos itens do painel de instrumentos e nos botões”, relatou o repórter Alberto Cataldi da revista Auto esporte.

Com o mesmo motor do utilitário esportivo Tiggo, o S18 se mostrou um pouco mais ágil por ser mais leve e como resultado é um compacto que responde bem nas acelerações e perde menos tempo nas retomadas. O que atrapalha a experiência é a falta de estabilidade, resultado direto da distância do solo. Fazer uma curva mais fechada pode não transmite segurança e as irregularidades do solo podem chegam à cabine com força.

Segundo a fã page da Chery no Facebook o modelo deverá ser vendido a partir de R$32.000,00 o que segundo alguns pode espantar um pouco a freguesia, já que um modelo similar como o palio por exemplo , com vidro, trava e ar sai por cerca de R$34.000,00 em duas concessionárias que cotamos no interior de São Paulo.

Segundo a Chery 500 unidades devem começar a ser comercializados nas próximas semanas.

Detalhes do modelo S18

O S18 da Chery, mede 3,6 metros de comprimento e se compararamos a outros modelos do segmento, como por exemplo, o Ford Ka, o modelo é ainda menor. Sua  capacidade para quatro passageiros não deixa a desejar no espaço interno. O S18 virá equipado com um novo motor, um 1.3 de 16 válvulas Flex e sistema de gerenciamento eletrônico de injeção eletrônica desenvolvido pela Delphi.

E para continuar a saga dos veículos chineses completos o modelo terá a sua disposição:  Ar-condicionado, direção hidráulica, airbag duplo, freios ABS com EBD, trio elétrico e CD player com MP3, entre outros itens.

O S18 será o primeiro de vários lançamentos da Chery no Brasil para o próximo ano. São esperados também ,  versões com câmbio automático do Tiggo e do Cielo, além do Fulwin, nas carrocerias hatch e sedã.

Veja mais algumas imagens do modelo abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Chinesa Effa Motors lança nova linha Start de picapes e Vans

novembro 21, 2011 3 comentários

A Chinesa Effa Motors apresentou ao mercado uma nova linha de veículos comerciais da Hafei, chamada Start, cujo desenho da carroceria é semelhante àquele já trazido pela concorrente CN Auto, os atuais veículos da Towner.

Seguindo a linha de simplificidade x preço baixo os modelos já estariam disponíveis em toda a rede da Effa, mas todos os modelos anteriores também continuam a venda.


A linha Start inclui picapes de cabine simples (R$ 27 mil) ou dupla (R$ 30,5 mil) e também uma pequena van para sete ocupantes (R$ 31,5 mil). Além das mudanças estéticas, o chassi foi redimensionado. A cabine-dupla teve a capacidade de carga elevada de 750 para 940 quilos (carga mais ocupantes). No caso da van, foi de 570 para 605 quilos.

O motor, porém, permanece o mesmo. É um quatro cilindros 1.0 de apenas 46 cv de potência. Como comparação, o Fiat Mille (o menos potente entre os carros nacionais à venda) tem 66 cv e é flexível.

Ainda sobre a motorização os veículos da linha Start só utilizam combustível a gasolina e por enquanto não há previsão para modelos Flex.

 

Curiosidade – Marca Chinesa, Chana muda de nome para Changan

outubro 25, 2011 Deixe um comentário

Chana Cargo que agora passará a se chamar Changan Cargo

Ela foi uma das primeiras marcas de Carros  Chineses a ter coragem de aportar no Brasil, lá pelos longínquos anos de 2006, durante o Salão do Automóvel 2006. Estamos falando da antiga marca Chana que a partir desta semana não tem mais este nome.  A Districar, importadora de veículos sul-coreanos e chineses anunciou neste domingo a mudança do nome da marca Chana para Changan, os pequenos utilitários da companhia serão comercializados como MiniStar e Star.

O comunicado foi feito neste último domingo, 23, dia guardado para as primeiras entrevistas coletivas do 18º Salão Internacional do Transporte (Fenatran), que ocorre de 24 a 28 de outubro no Anhembi. A Chana foi a primeira linha de veículos chineses de quatro rodas a entrar à venda no Brasil, mas suas vendas nunca foram efetivamente expressivas.

Pelo que vimos no último Salão do Automóvel 2010,ou seja, pelos modelos apresentados, quem sabe a marca não dá a volta por cima e emplaca algum sucesso em breve. Qualidade, pelo menos no visual do estande e na apresentação do produto com certeza eles tem.

Abaixo algumas imagens tiradas do Stand da marca no último Salão do Automóvel ocorrido em 2010, na cidade de São Paulo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quem vencerá a briga de vendas de carros chineses? Chery ou JAC? Vejam os números

Ok, nem bem as chinesas entraram no mercado e já tem briga? Bem, não é uma guerra declarada, mas com certeza em breve teremos uma disputa acirrada para saber qual das marcas que estão no mercado a pouco mais de 3 anos vão chegar na frente. A primeira candidata, a Chery chegou ao Brasil em meados de 2009 sem fazer questão de entrar pela porta da frente.

Só agora a marca começa a mostrar a que veio, com o início da construção de uma fábrica nacional e fôlego nas vendas, puxadas pelo compacto QQ.

O modelo, apresentado este ano ao mercado nacional, chegou com o título de carro mais barato do Brasil por apenas R$ 22.990 mesmo com uma ampla lista de equipamentos que inclui airbag duplo, freios ABS e ar condicionado. O carrinho perdeu o posto para o Fiat Mille em 1º de julho, quando teve o preço reajustado para R$ 23.990, mas ainda assim não registrou desaceleração nas vendas.

Já foram emplacadas 2.537 unidades do modelo este ano, segundo dados do Renavam divulgados pela Fenabrave, a associação nacional dos distribuidores de veículos. Só no mês passado as vendas alcançaram 1.054 carros. Mesmo com o reajuste no preço, o ritmo até 22 de julho segue semelhante, com 735 unidades. Algumas concessionárias da marca em São Paulo indicaram espera média de 60 dias pelo carro, o que seria até inusitado, visto que a marca precisava vender carros para ganhar mais mercado.

Chery briga  com  JAC com apenas 5% da verba de marketing da rival

As vendas da Chery no Brasil este ano já passam de 8 mil unidades entre janeiro e a primeira quinzena de julho. A marca ocupa o 16º lugar no ranking de veículos leves, com 0,45% de market share, pouco atrás da conterrânea JAC Motors, 14ª colocada com mais de 10 mil carros e 0,57% do mercado.

O peso da campanha, ajudou, mas e quando a grana minguar?

A diferença é pequena perto do barulho que a JAC fez ao chegar no Brasil, com R$ 140 milhões aplicados em marketing. A empresa não poupou apelos para atrair os consumidores e contratou o apresentador global Faustão como garoto propaganda, abriu 50 concessionárias em um mesmo dia, adaptou os carros ao gosto dos consumidores brasileiros e destacou seis anos de garantia para os automóveis.  Mas talvez tenha se esquecido do mercado de Blogs, ou como um representante da marca escreveu, PRIMEIRO DAREMOS PRIORIDADE AS MÍDIAS ESPECIALIZADAS, e se esqueceram das redes de micro blogs de entusiastas ou afixionados. Se fosse na minha empresa certamente a pessoa já estaria em outras paradas…

Longe de mim querer azedar as vendas da marca, mas é importante mostrar que o produto é bom e que o consumidor pode confiar na marca no longo prazo. Expor muito a marca em mídias de massa ajuda, mas o boca a boca também tem de ser importante, porque não uma devolução garantida em 30 dias?

No caminho inverso, a Chery chegou devagar, investiu apenas R$ 8 milhões em marketing em 2010 e apostou no baixo preço dos carros chineses como o único diferencial. O tiro foi certeiro, já que a marca começou a deslanchar justamente no momento em que iniciou as vendas do “carro mais barato do Brasil”. A empresa também está na frente no número de concessionárias, que deve saltar das cerca de 80 para 100 até o fim do ano, contra as 80 revendas da JAC que deverão ser abertas no mesmo período.

A Chery também abre margem para crescer com a instalação de uma fábrica nacional em Jacareí (SP). Até 2015 a planta deverá montar 150 mil unidades por ano, com maior parte do volume destinado ao mercado interno. Apenas com importações a JAC Motors não terá fôlego para manter o mesmo ritmo.

Parece que a cereja do bolo esperada pela JAC vai ter que esperar um pouco mais…segundo diz um bom mineiro, as vezes é bom começar a comer pelas beiradas…

%d blogueiros gostam disto: