Nissan quer ampliar mercado e mostra que estratégias estão começando a dar certo

Já falamos aqui sobre a Nissan outras vezes e como algumas estratégias da marca começam a render frutos.Claro que sempre num longo caminho existem pedras, neste caso a pedra seria a concorrência voraz e um pedregulho que são as constantes chamadas de recall, caso do modelo Sentra que desde ontem, dia 19, convocou 2.984 proprietários de sedã Sentra 2010/2011, fabricados entre 11 e 22 de maio de 2010 e também de 8 de julho a 25 de outubro de 2010. O recall visa a substituir o conector do terminal da bateria das unidades com numeração de chassi entre 3N1AB6AD0BL600545 e 3N1AB6AD3BL636990.

Recentemente, percebeu-se que o revestimento impróprio do parafuso do terminal da bateria pode causar queda de tensão, com risco de dano ao Módulo de Controle Eletrônico (ECM) e, em casos raros, resultar em pane no motor, impedindo que ele seja novamente ligado. A troca do terminal da bateria não tem custo e deve ser agendada em qualquer concessionária Nissan. Os proprietários com veículos envolvidos neste recall serão contatados também por carta.

Mas vamos a notícias boas sobre a marca que além de ter o melhor ano de sua história no Brasil, projeta crescimento invejável entre as concorrentes. Segundo diretor de marketing da Nissan do Brasil, Murilo Moreno, só em dezembro a marca chegou a incríveis 3,4% de participação no mercado  (era 1,6% um ano antes) e subiu ao posto de oitava marca de carro mais vendida do País. Com isso chega a 65 mil veículos emplacados, o que significa crescimento de 80% sobre 2010. “O mercado foi muito generoso”, completa.

O lançamento de dois produtos de alto volume neste ano, o compacto March, em setembro, e o sedã Versa, em novembro, ambos com preços abaixo de R$ 40 mil, foram fundamentais na conquista , já que estes segmentos tem 80% do mercado brasileiro de veículos. O momento agora seria de consolidação já que a marca só terá outras novidades importantes a partir de 2013, quando estão previstos quatro lançamentos. “No próximo ano tentaremos repetir o resultado deste ano com o que já temos. Vamos executar muitas ações para consolidar a marca entre os brasileiros.”

Uma das ações para sustentar a contínua expansão da Nissan no Brasil será o incremento da rede de concessionárias. A marca termina 2011 com 122 lojas em todo o País e, segundo Moreno, esse número deve saltar para 140 até março de 2012 e chegar a 180 até o fim do próximo ano. Todas as capitais e principais cidades do interior já estão cobertas. “Agora vamos diminuir ainda mais a distância entre a marca e o consumidor, aumentando o número de concessionárias nas grandes cidades e instalando outras em algumas que ainda não estamos.”

Ainda falando de lançamentos, Shiro Nakamura, vice-presidente sênior e chefe de design e criação das Nissan Motor Company, avalia que a imagem da marca japonesa no Brasil parece mais conservadora do que realmente é, o que deve mudar quando forem lançados  dez novos modelos nos próximos cinco anos, reafirmando a intenção da marca de chegar e ficar raízes profundas.

Segundo Nakamura revelou, os centros de design da Nissan no mundo estão trabalhando fortemente para criar uma identidade visual para os carros da marca. “Você está certo quando diz que não vê uma unidade nos diversos veículos produzidos pela Nissan. Mas tenho uma verdadeira fixação por esse tema e vamos mudar, queremos ser diferentes. Espero mostrar isso a você já na próxima vez que nos encontrarmos”, disse o executivo, dando a entender que daqui por diante deverá vir mais vezes ao Brasil, no momento que as vendas da marca crescem e está a caminho a fábrica de Resende (RJ), prevista para entrar em operação em 2014. Embora ainda não tenha nenhum plano de instalar no Brasil um centro de design da Nissan.

Ele dirige os cinco centros de design da Nissan no mundo (dois no Japão e os outros três na Inglaterra, China e Estados Unidos) e disse que “considera seriamente” levar alguns dos designers que viu aqui para trabalhar com ele. “Eles podem ser nossos futuros designers em algum de nossos escritórios no mundo”, afirmou.

Nunca é tarde para recordar que a marca no Japão é uma das líderes de mercado e quando falamos de lá pode-se imaginar o quanto o público é exigente.

Para quem gosta de carros no estilo Velozes e Furiosos a Nissan mostra que também entende de motores potentes e controle, o Nissan GT-R 2012.

 

Acompanhe o ContaGiros nas Redes Sociais:

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: