Início > Carros Nacionais, Notícias do Setor Automotivo, O que tem de Novo? > Vendas Globais de veículos leves em maio caiu 35% na relação com Abril

Vendas Globais de veículos leves em maio caiu 35% na relação com Abril

Movimento de pessoas e volume de carros em uma feira de usados e zeros na cidade de São Paulo em 2009

A indústria automobilística sentiu, finalmente, os efeitos do fim da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados, o IPI. O setor encerra hoje a primeira quinzena de vendas de maio com uma queda de aproximadamente 35% em relação aos primeiros quinze dias de abril.

Foram vendidas 93 880 unidades até ontem, uma média de 10 400 carros por dias. A previsão do setor é de que com a vendas de hoje o volume total fique próximo a 105 000 veículos. Os números oficiais só devem ser divulgados na próxima semana pela Fenabrave, a federação dos revendedores de automóveis.

Maio é o primeiro mês em que o fim da redução do IPI chegou de fato às concessionárias. O benefício havia sido retirado no mês passado, mas a maioria das revendas ainda tinha muitos carros faturados com desconto em estoque, o que explicou o recorde de vendas no mês.

Na comparação com a primeira quinzena de maio do ano passado, quando o setor já se recuperava graças à redução do imposto, as vendas atingiram 120 404 unidades, resultado 15% melhor do que o da primeira metade deste mês.

Na minha visão simplista, se o imposto dos carros ficasse num patamar de outros países civilizados, nossa vendagem seria ainda maior e teríamos na prática uma geração de mais impostos. Para quem estou segue o termo: PARADOXO DA FRUGALIDADE…traduzindo em miúdos, quanto mais impostos se paga, menor é o resultado da arrecadação, já que o montante diminui pelo próprio efeito nocivo do imposto que reduz a probabilidade de venda e gera uma espiral contrária ou círculo vicioso e não virtuoso, mas talvez isso seja demais para nossos governantes e principalmente para o que ocupa o cargo máximo, já que nem o Português ele fala direito.

De que adianta pagar por um carro popular cerca de 2x mais caro do que um carro nos EUA cujos salários são o dobro dos daqui.

Fica aqui o nosso protesto contra a alta carga de impostos num setor tão importante e que gera tanto empregos diretos e indiretos…

DICA: ABAIXEM OS PREÇOS QUE A GENTE COMPRA!

Essa e outras matérias você pode seguir pelo twitter

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: