Arquivos

Posts Tagged ‘Chery QQ’

Quem vencerá a briga de vendas de carros chineses? Chery ou JAC? Vejam os números

Ok, nem bem as chinesas entraram no mercado e já tem briga? Bem, não é uma guerra declarada, mas com certeza em breve teremos uma disputa acirrada para saber qual das marcas que estão no mercado a pouco mais de 3 anos vão chegar na frente. A primeira candidata, a Chery chegou ao Brasil em meados de 2009 sem fazer questão de entrar pela porta da frente.

Só agora a marca começa a mostrar a que veio, com o início da construção de uma fábrica nacional e fôlego nas vendas, puxadas pelo compacto QQ.

O modelo, apresentado este ano ao mercado nacional, chegou com o título de carro mais barato do Brasil por apenas R$ 22.990 mesmo com uma ampla lista de equipamentos que inclui airbag duplo, freios ABS e ar condicionado. O carrinho perdeu o posto para o Fiat Mille em 1º de julho, quando teve o preço reajustado para R$ 23.990, mas ainda assim não registrou desaceleração nas vendas.

Já foram emplacadas 2.537 unidades do modelo este ano, segundo dados do Renavam divulgados pela Fenabrave, a associação nacional dos distribuidores de veículos. Só no mês passado as vendas alcançaram 1.054 carros. Mesmo com o reajuste no preço, o ritmo até 22 de julho segue semelhante, com 735 unidades. Algumas concessionárias da marca em São Paulo indicaram espera média de 60 dias pelo carro, o que seria até inusitado, visto que a marca precisava vender carros para ganhar mais mercado.

Chery briga  com  JAC com apenas 5% da verba de marketing da rival

As vendas da Chery no Brasil este ano já passam de 8 mil unidades entre janeiro e a primeira quinzena de julho. A marca ocupa o 16º lugar no ranking de veículos leves, com 0,45% de market share, pouco atrás da conterrânea JAC Motors, 14ª colocada com mais de 10 mil carros e 0,57% do mercado.

O peso da campanha, ajudou, mas e quando a grana minguar?

A diferença é pequena perto do barulho que a JAC fez ao chegar no Brasil, com R$ 140 milhões aplicados em marketing. A empresa não poupou apelos para atrair os consumidores e contratou o apresentador global Faustão como garoto propaganda, abriu 50 concessionárias em um mesmo dia, adaptou os carros ao gosto dos consumidores brasileiros e destacou seis anos de garantia para os automóveis.  Mas talvez tenha se esquecido do mercado de Blogs, ou como um representante da marca escreveu, PRIMEIRO DAREMOS PRIORIDADE AS MÍDIAS ESPECIALIZADAS, e se esqueceram das redes de micro blogs de entusiastas ou afixionados. Se fosse na minha empresa certamente a pessoa já estaria em outras paradas…

Longe de mim querer azedar as vendas da marca, mas é importante mostrar que o produto é bom e que o consumidor pode confiar na marca no longo prazo. Expor muito a marca em mídias de massa ajuda, mas o boca a boca também tem de ser importante, porque não uma devolução garantida em 30 dias?

No caminho inverso, a Chery chegou devagar, investiu apenas R$ 8 milhões em marketing em 2010 e apostou no baixo preço dos carros chineses como o único diferencial. O tiro foi certeiro, já que a marca começou a deslanchar justamente no momento em que iniciou as vendas do “carro mais barato do Brasil”. A empresa também está na frente no número de concessionárias, que deve saltar das cerca de 80 para 100 até o fim do ano, contra as 80 revendas da JAC que deverão ser abertas no mesmo período.

A Chery também abre margem para crescer com a instalação de uma fábrica nacional em Jacareí (SP). Até 2015 a planta deverá montar 150 mil unidades por ano, com maior parte do volume destinado ao mercado interno. Apenas com importações a JAC Motors não terá fôlego para manter o mesmo ritmo.

Parece que a cereja do bolo esperada pela JAC vai ter que esperar um pouco mais…segundo diz um bom mineiro, as vezes é bom começar a comer pelas beiradas…

Conheça a Chery e o modelo QQ da marca que chega em março e deverá incomodar a concorrência

janeiro 24, 2011 2 comentários

Para aqueles que ainda não sabem, a Chery, marca chinesa que estreou no Brasil em 2009, está com um de seus modelos quase prontos para entrar de vez no mercado nacional.

Quem é a Chery no mundo?

Ok, mas quem é a Chery, que tanto se fala hoje no país, como uma das primeiras marcas a aportar em solo brasileiro? Ela foi fundada em 1997 para estimular a economia da região de Wuhu,na China  tendo sido uma iniciativa do governo local. Tendo encontrado dificuldades para obter licenciamento que autorizasse a venda de seus modelos em toda a China, a empresa foi salva em virtude de um pedido de produção de táxis feito pelo governo local (seu único acionista à época). Em 2001 a Shanghai Automotive Industry Corporation (SAIC) passou a deter participação na empresa, o que facilitou a distribuição da sua produção.

Em 2001/2002 a Chery contratou vários profissionais que deixaram a Daewoo em virtude do processo de falência enfrentado por ela. Ocorre que estas pessoas transferiram para Chery mais que sua força de trabalho, tendo levado também projetos inteiros de modelos da Daewoo. Como conseqüência, a Chery produz 2 modelos (Chery QQ e Chery Oriental Son) que são idênticos a modelos da GMDAT (Daewoo Matiz e Daewoo Magnus).

Sediada em uma área de aproximadamente dois milhões de metros quadrados na cidade de Wuhu, província de Anhuí, a Chery possui mais de 15 fábricas construídas ou em processo de construção e emprega mais de 22 mil funcionários.

A Chery alcançou, em pouco tempo, posição de destaque na indústria automotiva chinesa. Logo em seu primeiro ano de participação no setor, em 2000, a empresa conseguiu a impressionante marca de 28 mil unidades vendidas na China.

Dez anos depois do lançamento dos primeiros modelos da marca, é líder em crescimento e campeã de vendas entre as montadora 100% chinesas, com o total de 360 mil carros comercializados em 2008.

No Brasil

Por enquanto a marca está instalada no município de Salto, interior de São Paulo, onde mantém sua sede administrativa e ocupa uma área de 100 mil metros quadrados e conta com escritórios para os executivos da montadora, área administrativa, show room e estoque de peças. O Chery Tiggo, um SUV com motor 2.0 a gasolina, 16 válvulas, 135 cv, câmbio mecânico e tração 4×2, foi o primeiro modelo da companhia lançado em território nacional. A Chery atualmente negocia com o Governo de São Paulo a instalação de uma fábrica na cidade de Jacareí, a previsão é que a fábrica esteja pronta e operando em 2013.

Vamos ao que interessa

O foco na prática desta matéria foi de levantar uma lebre, mais precisamente um ponto de interrogação na cabeça dos consumidores. Valerá a pena comprar um modelo Chinês. O momento da discussão será o lançamento em março do modelo Chery QQ que chega ao mercado com: direção hidráulica; ar-condicionado; rádio com CD/Player e entrada (mini-)USB; bancos traseiros rebatíveis; limpador do vidro traseiro; luzes de neblina; faróis com regulagem de altura; vidros, travas e espelhos retrovisores elétricos; alarme e travas de porta; duplo airbag frontal; cintos de segurança dianteiros com pré-tensionador; freios dianteiros a disco com ABS (antiblocante) e EBD (distribuição eletrônica de frenagem); sensor de ré com aviso sonoro e gráfico.

Tudo isso segundo informa a própria marca, custará perto de R$ 22 mil, quando o subcompacto QQ for oficialmente lançado no Brasil.

Mesmo completo, o QQ vai brigar pelo posto de carro mais barato do país (e obtê-lo, se cumprir todas as promessas). Atualmente, a disputa fica entre o rodado (atravessa sua quarta década de existência) e espartano (em matéria de equipamento) Fiat Mille, fabricado no Brasil, e um outro chinês, o Effa M100, que chega ao Brasil via Uruguai e é mais famoso por uma dupla falta de estrutura: de segurança e da rede pós-venda. Na Europa, o QQ desbancou os modelos da romena Dacia (que aqui no Brasil é mãe da Logan/Sandero da Renault) da posição de veículos mais em conta.

Oficialmente chamado de QQ 3 (há diversos QQ na China), o carrinho já foi mostrado ao público brasileiro durante do Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro passado. No Brasil, deve ser conhecido mesmo como QQ, embora a importadora ainda esteja definindo qual emblema adornará sua lataria (há ainda a chance de ele ostentar o 1.1, alusivo à motorização).

Ele mede apenas 3,5 metros de comprimento, 1,48 m de largura e 1,49 m de altura, com 2,34 m de entre-eixos. Comparando, o QQ é menor, mais estreito e menos espaçoso que Ford Ka e Mille: 3,83 m, 1,64 m e 2,45 m para o Ford, e 3,69 m, 1,54 m e 2,36 m para o Fiat.

Seu motor de 1,1 litro a gasolina fornece 68 cavalos de potência a altos 6.000 giros, com torque de 9,17 kgfm entre 3.500 e 4.500 rpm. Os números parecem mirrados, mas o QQ só tem 890 quilos e, por isso, quase “voa” com o empurrão do propulsor austríaco. Na cidade, é ágil . A direção hidráulica é bastante leve e o QQ ainda conta com sensor de ré e uma espécie de indicador gráfico/métrico para mostrar por meio de barras vermelhas e verdes e com décimos de metro o quanto falta para chegar ao obstáculo/carro atrás.

Eles querem fazer de tudo para agradar não só a mulheres em busca de carros práticos e fáceis de manobrar, mas também a qualquer um que queira uma opção barata de primeiro ou segundo carro, que não pese no orçamento e que possa levar até quatro pessoas e alguma bagagem. Atualmente, a opção é buscar um modelo “pelado”, sem qualquer conforto ou diferencial. Com o QQ, a Chery quer repetir a estratégia traçada para o SUV Tiggo, o médio Cielo e o “altinho” Face, mas com mais ímpeto no “mais por menos”.

O objetivo é duplicar o nível de vendas da marca agora em 2011 e, no futuro, brigar forte no segmento de entrada — tudo por conta do QQ. O carro é um dos cotados para ser fabricado no Brasil a partir de 2013, ganhando motor flex antes disso. Será uma meta atingível ou ele morrerá na praia? O que as grandes montadoras pensam disso? Saberemos depois de março..

Siga o Blog Contagiros no:

Chery QQ pode chegar em Setembro e quer ser o carro mais barato do mercado

maio 29, 2010 2 comentários

Depois do modelo médio Cielo, a marca chinesa Chery vai lançar o subcompacto QQ no Brasil, já com motor 1.0 bicombustível. O carro está previsto para chegar em setembro e promete chamar atenção principalmente por causa do preço, que deve ficar na faixa de R$ 19.900 a R$ 22 mil, segundo Luis Curi, CEO da Chery no país.

De acordo com o executivo, o modelo já virá com ar condicionado, direção hidráulica, air bag, conjunto elétrico e freios ABS. Por esse valor, o QQ deverá se tornar o mais em conta do mercado brasileiro. Ele com certeza virá para o salão do automóvel 2010.

O pequeno QQ é a grande aposta da fabricante para dar um impulso importante à marca chinesa no mercado brasileiro. É um modelo bastante simples, com desenho bem parecido com o do Daewoo Matiz, com seus faróis redondos. Na traseira, o detalhe curioso fica por conta das lanternas, que lembram as da primeira geração do Corsa hatch que foi fabricada no Brasil.

Será, que existe luz no fim do túnel dos preços caros de carros no Brasil….

Atualizado em 30.04.2011 - Veja também no link abaixo mais informações sobre o lançamento oficial que não aconteceu em setembro, mas sim agora em maio de 2011.

http://contagiros.wordpress.com/2011/04/30/chery-qq-com-p…-mille-da-fiat/

Essa e outras matérias você pode seguir pelo twitter

ior irregularidade encontrada foi a falta de 920 ml de combustível a cada 20 litros abastecidos no Centro Automotivo Global, Bandeira Shell, à Avenida Roque Petroni Junior, 385, Morumbi, zona sul da capital. Fiscais do Ipem detectaram indícios de fraudes no posto e apreenderam as placas das bombas adulteradas. Policiais do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC) também estavam no local. “Encaminharemos o material para perícia e outras providências no âmbito criminal”, afirma o superintendente do Ipem-SP, Fabiano Marques de Paula.

Além das autuações dos postos, o instituto apura a responsabilidade de oficinas que cuidam da manutenção das bombas. “Usamos estratégias de inteligência para chegar às fraudes e estamos cruzando dados das bombas que apresentam irregularidades com informações de oficinas cadastradas pelo Ipem-SP para fazer reparos nesses equipamentos. No caso de comprovação do delito podemos cassar a autorização dessas oficinas”, alerta Fabiano.

Durante a fiscalização, técnicos do Ipem fizeram o exame visual das bombas, checagem das marcas de verificação e do sistema de lacração, seguidos de testes para verificar se a quantidade de combustível registrada no momento do abastecimento é a mesma recebida pelo tanque do veículo do consumidor. Neste caso, é utilizado um medidor padrão de 20 litros.

Em 2010, o Ipem-SP verificou 88.637 bombas de combustível, das quais 5.516 foram reprovadas, gerando 473 autos de infração para postos de combustível. Nos primeiros três meses de 2011, 66 postos foram autuados por irregulares em mais de mil bombas de combustíveis.

A lista de postos autuados está em http://www.ipem.sp.gov.br.

Previsão de lançamento do Chery QQ e Face é apenas para 2010

novembro 6, 2009 1 comentário

chery-qq
O jornal uruguaio El Observador confirmou que a Chery passará a montar o subcompacto QQ no país a partir do primeiro trimestre de 2010. Até então, apenas o Tiggo, já vendido no Brasil, e o Face estavam previstos para a unidade uruguaia. O QQ é o menor carro que a Chery venderá no Brasil por um preço estimado em R$ 23 mil.

O El Observador também revela que 150 funcionários foram contratados pela Socma, a representante da marca chinesa, para trabalhar na montagem do Face, que lá está sendo chamado de A113-6. O Face é um compacto de teto alto e interior versátil que deve ser o próximo lançamento da marca aqui. Segundo o jornal, o modelo começa a ser montado neste mês.

Como se vê, os planos da Chery estão bem atrasados – a previsão era que o QQ e o Face chegassem em setembro e o médio A3 até o final do ano.

Mais notícias da marca no site www.cherybrasil.com.br

Essa e outras matérias você pode seguir pelo twitter

Carros que serão lançados em 2009

maio 26, 2009 1 comentário

Lista divulgada semana passada pelo site da Auto Esporte mostra quais serão os prováveis lançamentos nacionais. Com certeza iremos publicar cada um deles…é só esperar.

Foto do Honda City - um dos últimos modelos com previsão de lançamento oficial em 2009

Foto do Honda City - um dos últimos modelos com previsão de lançamento oficial em 2009

Maio
Ford Fusion 2.5 e V6
Kia Soul
Kia Cerato
Audi Q5
 
Junho
Nissan Grand Livina
Chery Tiggo
Mercedes-Benz Classe E
Fiat Strada Working
 
Julho
BMW Z4
Mitsubishi Pajero Flex
Fiat Strada Cabine Dupla
Ford Ranger (reestilização)
 
Agosto
VW Saveiro
Citroën C5
Audi TTS
Fiat Cinquecento
Fiat Linea (básico)
 
Setembro
VW Fox 2010
Audi S3
Nissan Sentra 2.0 Flex
Fiat 500
Chery QQ
Chery Face
Chery A3 (nome provisório)
 
Outubro
 Chevrolet Viva
Hyundai Tucson nacional
Porsche Panamera
 
Novembro
Ford Focus 2.0 Flex
Focus 1.6 Sigma Flex
VW SpaceFox
Hyundai Genesis
Fiat Doblò (reestilização)
 
Dezembro
Nissan 370Z
Honda City
Ford Ka 4 portas
smart fortwo brabus
Acompanhe as novidades pelo    twitter

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 25 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: